INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA

A internação involuntária está prevista pela Lei 10.216, de 6 de abril de 2001, regulamentada pela portaria federal n° 2.391/2002/GM. “…Internação sem dúvidas é um ato de amor: Salvar Uma Vida.” O Tratamento Involuntário, também conhecido como Tratamento Contra Vontade, esta se tornando a única saída para familiares e pacientes, que já não estão mais suportando a vida de preocupações, as várias noites sem dormir e anos de vida consumidos pela dependência química e o alcoolismo. Que já tentaram de tudo e buscaram outros tratamentos, mas não tiveram êxito.

A doença da dependência tem causado danos irreversíveis na vida de pessoas, famílias e na sociedade em geral, quando não são salvas a tempo. Infelizmente esta não é mais a realidade de pessoas que moram nas ruas, mas, é a realidade de famílias estruturadas, pais e filhos, adolescentes e jovens, homens e mulheres, que devido à dependência, perdem tudo que tem e muitas vezes vão parar nas ruas, abandonando suas próprias vidas.

Perfil do Paciente: Homem ou Mulher, que está consumindo drogas e/ou álcool e que já perdeu totalmente o controle de sua vida, devido ao uso abusivo destas substâncias, se tornando um dependente químico e/ou alcoólico, não se alimenta mais, trocou a noite pelo dia e se encontra debilitado fisicamente e mentalmente. Geralmente nega o vício e o uso de drogas e/ou álcool ou alega que esta no controle e para quando quiser. Ao ser sugerido a Internação e tratamento, fica nervoso e faz ameaças dizendo que se for internado vai se matar, que não vai perdoar ninguém, entre outras.

internacao-involuntaria